Publicação atualizada em: 19 de março de 2020, às 18h53 (Horário de Brasília)

O coronavírus já se espalhou por todo o mundo e na Austrália, infelizmente, não foi diferente. Aqui, separamos um histórico do vírus até a data de fechamento desta postagem e informamos quais são as medidas que o governo australiano tem tomado para reduzir os danos e o contágio da população.

Casos australianos

Desde o dia 23 de janeiro as autoridades de biossegurança da Austrália já faziam as triagens dos passageiros que chegavam à Sydney a partir de Wuhan, China.

Assim, os primeiros casos de Covid-19 a serem registrados na Austrália tiveram início no dia 25 de janeiro de 2020. Com o aumento do número de casos da doença, no dia 31 de janeiro, o governo local anunciou que os estrangeiros que estiveram pela China deveriam passar quinze dias em um terceiro país antes de entrarem na Austrália.

Os casos do novo coronavírus continuaram aumentando no mês de fevereiro e, no dia 27, o Primeiro-Ministro australiano anunciou um Plano de Resposta ao coronavírus devido à rápida disseminação da doença fora da China.

Promoção Rota do Canguru 30% de desconto
Promoção Rota do Canguru 30% de desconto
Promoção Rota do Canguru 30% de desconto
Promoção Rota do Canguru 30% de desconto

No primeiro dia de março, a Austrália registrou sua primeira morte relacionada ao Covid-19. Era um homem de 78 anos que morava em Perth e foi passageiro em um navio que registrou inúmeros casos da doença. Ao longo da primeira e da segunda semanas de março, a Austrália registrou vários outros casos de Covid-19. A maior parte desses casos ocorreram a partir do contato próximo com alguém já contaminado ou após os pacientes voltarem de uma viagem do exterior.

Nesse período, inúmeros eventos foram cancelados, escolas e universidades foram fechadas. Em Victora, todos os julgamentos foram suspensos para evitar a propagação do vírus.

Entretanto, os casos aumentaram sistematicamente desde o dia do primeiro caso até hoje, 19 de março. No total, foram registrados até essa data, 709 casos de pessoas com coronavírus na Austrália. Desses, 6 pessoas morreram em virtude da doença e 43 pessoas estão recuperadas.

As pesquisas dizem que a maior parte dos casos foram adquiridos no exterior. Esse valor é três vezes superior aos casos via contato local. Entretanto, esses números são reflexos dos critérios de teste da Austrália. O sistema de saúde concentra seus esforços de testagem em pacientes que retornaram recentemente do exterior ou que tiveram contato próximo com um caso confirmado de Covid-19.

Medidas tomadas pelo governo australiano para minimizar a contaminação

O governo australiano se mostrou relativamente proativo desde os primeiros registros da doença em solo australiano. Como já foi dito, houve a triagem de passageiros antes mesmo do primeiro caso ser registrado no país. Além disso, houve a medida de quarentena forçada em outro país para os estrangeiros que estiveram na China.

No dia 1º de fevereiro o país também proibiu a entrada de estrangeiros que viessem da China. Os cidadãos australianos que voltavam da China também deveriam ficar em quarentena por 14 dias. Um mês depois, a partir de 1º de março, o governo australiano proibiu viagens ao Irã, Coreia do Sul e Itália.

No dia 13 de março o Gabinete Nacional de Crise foi instalado pela primeira vez desde a II Guerra Mundial. Com isso, semanalmente os chefes do executivo de toda a Austrália decidirão os próximos passos. Nessa primeira reunião o governo anunciou a proibição de todos os tipos de reuniões com mais de 500 pessoas, a não ser escolas, universidades, locais de trabalho, transporte público e aeroportos.

No dia 15 de março, o Primeiro-Ministro Australiano anunciou que todos os viajantes que chegassem à Austrália deveriam fazer uma auto-quarentena por 14 dias. Situação semelhante à decidida pela Nova Zelândia. Caso isso não seja cumprido, pode gerar uma multa que varia entre AU$ 11 mil e AU$ 50 mil e prisão. Navios de cruzeiros também foram impedidos de atracar no país por, pelo menos 30 dias.

Hoje, 19 de março, o Primeiro-Ministro anunciou que a Austrália fecharia suas fronteiras para todos os não-residentes e cidadãos não-australianos a partir das 21h do dia 20 de março.

Ao longo da pandemia, todos os estados australianos acabaram declarando situação de emergência de saúde pública.

Como se prevenir do coronavírus na Austrália

A situação está mudando rapidamente. Entretanto, os passos para evitar a propagação do novo coronavírus são os mesmos para o resto do mundo.

As autoridades de saúde recomendam que todos pratiquem boa higiene. Assim, é necessário cobrir o rosto e a boca com o cotovelo enquanto espirra ou tosse; descartar qualquer tipo de materiais higiênicos; lavar as mãos frequentemente com água e sabão e usar desinfetantes para as mãos à base de álcool.

Eles também recomendam que as superfícies sejam limpas e desinfectadas e, se estiver doente ou com sintomas parecidos com os de uma gripe, evitar o contato com outras pessoas. É, também, necessária a limpeza e higienização de objetos como celulares, carteiras e chaves.

Sobre as máscaras cirúrgicas, assim como a Organização Mundial da Saúde, a Agência de Saúde da Austrália reafirma que elas devem ser úteis apenas para as pessoas já contaminadas pelo coronavírus. Isso é uma maneira de evitar que o vírus se propague para pessoas sadias. Quem está bem, sem nenhum sintoma, não deverá usar a máscara cirúrgica.

Se você quiser mais informações sobre como se prevenir do Coronavírus na Austrália, o Governo disponibiliza uma página sobre tudo o que você precisa saber a respeito. Clique aqui e confira.

O Rota do Canguru reafirma as recomendações da OMS e dos Governos Australiano e Brasileiros e pede que você, leitor, previna-se. Só assim nós podemos combater a pandemia do coronavírus e proteger as pessoas das quais amamos. Cuide-se!