A Austrália é um um lugar perfeito para quem deseja estender a estadia do intercâmbio e permanecer em busca de uma imigração. 

No entanto, para obter um visto de residência permanente, existe uma série de requisitos  que se forem cumpridos serão fatores que podem auxiliar no processo de aplicação. Dentre eles estão, idade, profissão e formação acadêmica, por exemplo. 

Além disso, a cidade que você escolher estudar na Austrália pode trazer uma grande vantagem no sistema de avaliação usado para decidir qual candidato receberá o visto. As cidades em que os estudantes recebem esse benefício são chamadas de cidades regionais.

Por isso, fizemos esse post para te ajudar a entender melhor os processos de imigração para a Austrália e como as cidades regionais podem te ajudar nisso. Continue lendo descubra!

O que são cidades regionais da Austrália?

As cidades regionais da Austrália são áreas localizadas fora dos principais centros urbanos do país. São cidades que têm uma maior demanda de trabalhadores qualificados, por terem uma população menor.

Promoção Rota do Canguru 30% de desconto
Promoção Rota do Canguru 30% de desconto
Promoção Rota do Canguru 30% de desconto
Promoção Rota do Canguru 30% de desconto

São consideradas cidades regionais todas as cidades da Austrália, exceto Sydney, Melbourne e Brisbane. Elas são geralmente caracterizadas por uma população menor, menor densidade populacional e uma economia baseada em setores como agricultura, mineração, turismo e manufatura.

Hobart, cidade regional da Tasmânia

Desse modo, as cidades da Austrália se dividem em três categorias:

  • Categoria 1: Inclui as três maiores cidades da Austrália: Sydney, Brisbane e Melbourne.
  • Categoria 2: Conhecidas como “Cities and Major Regional Centres”, incluem outras grandes cidades da Austrália como Perth, Adelaide, Gold Coast, Sunshine Coast, Canberra, entre outras.
  • Categoria 3: Conhecidas como “Regional Centres and Other Regional Areas”, incluem as demais áreas e cidades do país.

O governo australiano tem políticas específicas para incentivar a migração para essas áreas, visando distribuir de forma mais equitativa a população pelo país e promover o desenvolvimento regional. 

Como resultado, os estudantes internacionais que escolhem estudar em escolas localizadas em cidades regionais podem receber vantagens significativas em seus processos de imigração.

Quais as vantagens de ir para uma área regional?

Já falamos sobre o fato das cidades regionais darem vantagem aos estudantes quando estes buscam uma imigração. Mas essa não é a única vantagem das cidades regionais. Vamos ver como as pequenas cidades da Austrália podem trazer uma experiência única para o seu intercâmbio.

As áreas regionais da Austrália geralmente têm um custo de vida mais baixo em comparação com os grandes centros urbanos. Isso significa que os estudantes podem economizar em despesas como aluguel, transporte e alimentação. Dessa maneira, pode ser mais fácil renovar o visto e permanecer mais tempo no país.

Outro ponto importante, que pode não ser uma vantagem para algumas pessoas, é que essas cidades tendem a oferecer um estilo de vida mais tranquilo e relaxado. 

Gold Coast, Queensland

Longe da agitação das grandes metrópoles, os estudantes podem desfrutar de um ritmo mais lento, com menos congestionamento e maior acesso a espaços verdes e atividades ao ar livre.  Além disso, as cidades menores costumam ter um senso de hospitalidade maior com estrangeiros.

Falando um pouco sobre trabalho, as cidades regionais podem oferecer alguns mercados específicos que as cidades grandes não desenvolvem. Por exemplo, os estudantes podem encontrar oportunidades de emprego em setores como agricultura, turismo ou mineração. 

Essas oportunidades podem ser mais disputadas em grandes centros, ou até não existirem, dependendo do caso. Por outro lado, pode ser mais difícil encontrar vagas disponíveis, visto que os mercados são menores.

As cidades regionais muitas vezes oferecem um acesso mais amplo à natureza, com parques nacionais, praias tranquilas, trilhas e outras atividades ao ar livre. Isso pode ser especialmente atraente para estudantes que desejam explorar a beleza natural da Austrália durante seu tempo livre.

Além disso, essas cidades são mais ecologicamente saudáveis, visto que possuem menos poluição. 

Como funciona o sistema de pontos para imigrar para Austrália

Para conseguir um visto de residência permanente na Austrália, é necessário passar por uma avaliação do Governo Australiano. Eles utilizam um sistema de pontos para definir, avaliar e decidir quais estrangeiros terão direito à permissão.  

O sistema de pontos avalia os candidatos com base em vários fatores, atribuindo pontos para cada um deles. Os candidatos precisam atingir uma pontuação mínima para se qualificarem para determinados vistos de residência permanente.

Critérios para pontuação do sistema de imigração

Idade

Candidatos mais jovens recebem mais pontos, pois o governo entende que eles terão mais tempo para trabalharem e contribuírem com a economia do país.

  • 18 a 24 anos: 25 pontos
  • 25 a 32 anos: 30 pontos
  • 33 a 39 anos: 25 pontos
  • 40 a 44 anos: 15 pontos

Acima dos 45 anos não é possível aplicar. Salvo algumas exceções.

Proficiência em inglês

Os candidatos são avaliados em suas habilidades em inglês, geralmente por meio de exames como o IELTS ou o Cambridge. Quanto melhor for o resultado no teste, mais pontos serão atribuídos, com um máximo de 20.

  • Nota do IELTS 7.0: 10 pontos
  • Nota do IELTS 8.0 ou mais: 20 pontos

Saiba mais em: Saiba como se preparar para os exames de proficiência de inglês na Austrália

Experiência profissional

A experiência profissional relevante em uma ocupação qualificada é avaliada e pontuada. Quanto mais anos de experiência, mais pontos são atribuídos.

  • 1 a 2 anos de experiência: 5 pontos
  • 3 a 4 anos de experiência: 10 pontos
  • 5 a 7 anos de experiência: 15 pontos
  • 8 a 10 anos de experiência: 20 pontos
  • Mais de 10 anos de experiência: 25 pontos

Se o candidato recebeu uma oferta de trabalho de um empregador australiano ou foi indicado por um estado ou território australiano, ele pode receber até 10 pontos adicionais.

Qualificações educacionais

As qualificações do candidato, como diplomas, graduações ou certificados, são avaliadas em relação à ocupação pretendida. Mais pontos são concedidos para qualificações mais elevadas, como doutorado ou mestrado.

  • Certificado, diploma ou curso profissionalizante: 10 pontos
  • Graduação (Bachelor’s degree): 15 pontos
  • Pós-graduação (Master’s degree ou PhD): 20 pontos

Estudos na Austrália

Estudantes internacionais que completaram certos cursos na Austrália podem receber pontos adicionais, dependendo do nível de estudo e da área de formação.

Cairns, Queensland

Como mencionado anteriormente, estudar em instituições localizadas em áreas regionais pode resultar em até 5 pontos extras no sistema de pontos.

Depois de calcular sua pontuação total, os candidatos podem enviar sua aplicação para o visto que desejam. A pontuação mínima exigida varia de acordo com o visto e pode mudar com o tempo, dependendo das necessidades do mercado de trabalho e das políticas de imigração do governo australiano.

Estude em uma cidade regional da Austrália!

O processo de intercâmbio pode ser complexo e complicado, já que envolve diversas opções para se atingir o mesmo objetivo. Por isso, o auxílio de uma agência segura e experiente é imprescindível para que sua jornada na Austrália seja bem sucedida.

Nós temos parceria com as melhores agências de intercâmbio do Brasil! Entre em contato e comece a planejar seu intercâmbio hoje mesmo. Ah, se você quiser conhecer outros destinos, nossos parceiros também têm programas de intercâmbio para vários lugares do mundo!

Receba grátis orçamentos de intercâmbio na Austrália
Receba grátis orçamentos de intercâmbio na Austrália
Receba grátis orçamentos de intercâmbio na Austrália
Receba grátis orçamentos de intercâmbio na Austrália